Friday, June 14, 2024
Google search engine
HomeBusinessFMI diz que moedas digitais do banco central podem substituir o dinheiro

FMI diz que moedas digitais do banco central podem substituir o dinheiro

Na perspetiva do FMI – Fundo Monetário Internacional (em inglês, International Monetary Fund), as moedas digitais do banco central têm potencial para substituir o dinheiro. No entanto, a adoção em massa pode levar tempo.

As CBDCs (Central Bank Digital Currency), em português, moedas digitais do banco central, são a forma digital da moeda fiduciária de um país, regulada pelo banco central desse país e sustentada pela tecnologia blockchain.

Na opinião de Kristalina Georgieva, managing director do FMI, as moedas digitais do banco central “podem oferecer resiliência em economias mais avançadas” e podem melhorar “a inclusão financeira onde poucos possuem contas bancárias”.

As CBDCs podem substituir o dinheiro, cuja distribuição é cara nas economias insulares.
Ofereceriam uma alternativa segura e de baixo custo [ao dinheiro]. Elas também ofereceriam uma ponte entre o dinheiro privado e um parâmetro para medir o seu valor, tal como o dinheiro hoje, que podemos retirar dos nossos bancos.

De acordo com a organização internacional, mais de 100 países estão, atualmente, a explorar esta forma de transação digital.

Num relatório publicado em setembro, o FMI partilhou que “o nível de interesse global nas CBDCs não tem precedentes”. Afinal, conforme temos acompanhado, um largo leque de bancos centrais lançou projetos-piloto e alguns até já emitiram a sua moeda digital.

Mais, numa pesquisa de 2022 conduzida pelo Bank for International Settlements, dos 86 bancos centrais inquiridos, 93% disseram estar a explorar CBDCs. Por sua vez, 58% disseram que, provavelmente, emitiriam ou poderiam possivelmente emitir uma CBDC a curto ou médio prazo.

Segundo a CNBC, o FMI lançou, agora, um guia dedicado às CBDCs, com o intuito de servir como referência para decisores em todo o mundo. Afinal, há muitos países a investigá-las e a desenvolver regulamentações para orientar o dinheiro digital.

O setor público deve continuar a preparar-se para implantar CBDCs e plataformas de pagamento relacionadas no futuro […] estas plataformas devem ser concebidas desde o início para facilitar os pagamentos transfronteiriços, incluindo com CBDCs.

Disse a managing director do FMI.

Content provided by: (pplware.sapo.pt)

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments